O gato com vertigens é um blog que se destina a todos aqueles que tiverem algo de inteligente para dizer ou que queiram aprender mais sobre o mundo em que vivemos. Quer seja um comentário a uma notícia, um elogio, uma celebração, um desabafo ou uma denúncia, a sua opinião é bem-vinda.

 

CALCULAR IUC 2016


Calcule quanto vai pagar em 2016.


Quinta-feira, 21 de Agosto de 2008

Anedotas de velhotes - Aponta, para não esqueceres...

Uma variante da anedota anterior, mas igualmente divertida.

 

Aponta, para não esqueceres
 
Um casal de idosos estava sentado na sala de estar quando o homem diz à sua mulher que vai buscar uma taça de gelado. O homem levanta-se para ir à cozinha, mas a sua mulher agarra-o. Como já eram idosos, estavam a ficar muito esquecidos. Por isso, concordaram recentemente em anotar tudo o que iam fazer para se lembrarem. A mulher diz-lhe que também quer uma taça de gelado, mas pede-lhe para anotar. O marido diz:
— Não é necessário, querida, eu não me esqueço.
A meio caminho entre a sala e a cozinha, a mulher grita:
— Põe também um pouco de chocolate em cima!
E o marido responde:
— Eu não me esqueço.
Quando se preparava para entrar na cozinha, a mulher grita de novo:
— Põe uma cereja em cima, e vê lá se anotas tudo, estás a ficar muito esquecido!
O homem responde:
— Deixa estar que eu não me esqueço, filha.
Uns minutos depois, o marido regressa da cozinha e dá à mulher um cachorro quente, no prato. Ela olha para a sanduíche e diz:
— Vês! Eu disse-te para escreveres! Esqueceste-te da mostarda.
publicado pelo gato Straycat às 12:01

link do post | miar | adicionar aos favoritos do gato

Anedotas de velhotes - Gelado com «chantilly»...

Um casal por volta dos 80 anos, está a começar a ter problemas de memória. Eles vão ao médico para serem examinados. O doutor faz um check‑up e diz aos velhinhos que não há nada de errado com eles, mas que seria bom ter um caderninho para anotar as coisas que vão fazendo para não se esque­cerem.

À noite, quando estão a ver televisão, o velhinho levanta‑se e a mulher pergunta:

— Onde vais?
— À cozinha — responde ele.
— Não queres trazer‑me uma bola de gelado? — pede ela.
— Claro que sim querida! — responde o marido solícito.
— Não achas que seria bom escrever isso no caderno? — pergunta ela.
— Ah, vamos lá! — ironiza o velhinho. — Eu vou‑me lembrar disso!
Então ela acrescenta:
— Então coloca calda de mo­rango por cima do gelado. Mas escreve para não te esqueceres.
— Eu lembro‑me disso, queres uma bola de sorvete com calda de morango.
— Ah! Aproveita e coloca um pouco de chantilly em cima! — pede a velha. — Mas lembra‑te do que o médico nos disse... Escreve isso no caderno.
Irritado, o velhinho exclama:
— Ai, que seca! Eu já disse que me vou lembrar!
E em seguida vai para a cozinha. Depois de uns quinze minutos ele volta trazendo um prato com uma omeleta.
Decepcionada, a mulher olha para o prato e diz:
— Eu não disse que tu ias esquecer o que eu pedi? Então que é feito da torrada?
publicado pelo gato Straycat às 10:53

link do post | miar | adicionar aos favoritos do gato
Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

Anedotas de polícias e ladrões - O bom filho presidiário...

Um velho vivia sozinho. Ele queria cavar o seu jardim, mas era um trabalho muito pesado. O seu único filho, que normalmente o ajudava, estava na prisão. O velho então escreveu a seguinte carta ao filho, falando do seu problema:

«Querido filho,
Estou triste porque, ao que parece, não vou poder plantar o meu jardim este ano. Detesto não poder fazê-lo porque a tua mãe sempre adorou a época do plantio depois do Inverno. Mas eu estou velho demais para cavar a terra. Se estivesses aqui, eu não teria esse problema, mas sei que não podes ajudar-me com o jardim, pois estás na prisão.
Com amor,
Pai»

Pouco depois o pai recebeu o seguinte telegrama:
«PELO AMOR DE DEUS, pai, não cave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos!»

Às quatro da manhã do dia seguinte, uma dúzia de agentes da Judiciária e de polícias apareceram e escavaram o jardim inteiro, sem encontrar corpo nenhum. Confuso, o velho escreveu uma carta ao filho, a contar o que acontecera. Recebeu a seguinte resposta:
«Pode plantar o seu jardim agora, paizinho. Isso é o máximo que eu posso fazer por si neste momento.»

publicado pelo gato Straycat às 11:43

link do post | miar | adicionar aos favoritos do gato
Jogos Divertidos - Dezenas de jogos gratuitos

Site com dezenas de jogos gratuitos para jogar e partilhar com os teus amigos.

 

.quem é o gato



» Politica de Privacidade
» Politica de Cookies

 

.veja a quantas anda...




.miados recentes

. Anedotas de velhotes - Ap...

. Anedotas de velhotes - Ge...

. Anedotas de polícias e la...

. Anedota do dia - Divórcio...

. Citação do dia - Envelhec...

. Remédios caseiros

.arquivos do gato

. Agosto 2016

. Agosto 2012

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.favoritos do gato

. Espirrar em triplicado...

. Borboleta

. Jovens Mandarins com apen...

. Periquito bébé - Abril de...

. Madruga e verás, Trabalha...

. Vídeo do dia - Star Wars....

. Vídeo do dia - Uma gata q...

. Fantásticas imagens de ca...

. Ideias bizarras, úteis, i...

. O "jet-set" moçambicano -...

.neste labirinto, todos os dias me parecem segunda-feira...





.tags

. todas as tags



.links a outros gatos

blogs SAPO

.pesquisar neste gato