O gato com vertigens é um blog que se destina a todos aqueles que tiverem algo de inteligente para dizer ou que queiram aprender mais sobre o mundo em que vivemos. Quer seja um comentário a uma notícia, um elogio, uma celebração, um desabafo ou uma denúncia, a sua opinião é bem-vinda.

 

CALCULAR IUC 2016


Calcule quanto vai pagar em 2016.


Domingo, 29 de Junho de 2008

Anedotas sobre europeus – Mais alemães…

No cinema
Um homem foi ao cinema e ficou perplexo ao encontrar uma senhora com um cão pastor-alemão sentado ao colo. Ainda mais admirado ficou ao reparar que o cão ria quando a cena era para rir, pelo que parecia estar a compreender tudo.
— Desculpe, — disse o homem à senhora — mas estou perfeita­mente abismado por o seu cão gostar tanto do filme.
— Também eu. — respondeu a senhora. — Ele detestou o livro!
Telegrama canino
Um cão pastor-alemão entrou numa estação de correios, agarrou num formulário de telegrama e escreveu:
«Ão... woof... woof..., woof... ão..., woof..., woof... ão... ão... woof.»
O empregado examinou o papel.
— Só pôs aí nove palavras, — disse ele. — O senhor poderia mandar outro «ão» pelo mesmo preço.
— Mas aí — respondeu o cachorro — o texto perderia todo o sentido...
  
Escritor inglês
Ao visitar o Auditório Mann, em Tel-Aviv, o turista fica admirado com a perfeição arquitectónica e pergunta ao guia:
— O nome do auditório é para homenagear o grande escritor alemão Thomas Mann?
— Não — responde o guia. — É para homenagear o escritor inglês Frederic Mann.
— Eu nunca ouvi falar dele. O que foi que ele escreveu?
— Um cheque! 
Fonte: Anedotas da net.
publicado pelo gato Straycat às 15:42

link do post | miar | adicionar aos favoritos do gato
Sábado, 28 de Junho de 2008

Anedotas sobre europeus – Alemães…

Cães no veterinário

Um cão Serra‑da‑Estrela, um Pastor‑Alemão e um Golden­‑Retriever estão com os donos na sala de espera do veterinário. Como estava a demorar, começaram a conversar. Pergunta o Pastor‑Alemão ao Estrela:

— Então, porque é que estás aqui?
— Stress! Estou carregadinho de stress. Arranho tudo pelo caminho. Tapetes, armários, sofás, roupa, sapatos, tudo... Ontem foram os cortinados da dona. Ficaram em pedaços.
— Isso está mau. O que é que te vão fazer?, pergunta o Retriever.
— Prozac, quase de certeza, responde o Estrela.
— E tu, o que tens?, pergunta o Estrela ao Pastor‑Alemão.
— Incontinência! Urino por tudo quanto é sítio. Repuxos, postes, paredes, pessoas, tudo... O pior foi esta noite. Mijei na cama dos donos.
— Bonito... E agora o que é que te vão fazer?
— Prozac, provavelmente, responde o Pastor.
— E tu, porque é que vieste cá?, pergunta o Pastor ao Retriever.
— Cópula indiscriminada! Monto tudo o que vejo. Cadelas, gatas, galinhas, qualquer coisa que mexa... Até que ontem fui encontrar a dona no quarto, agachada, a apanhar a toalha de banho do chão, e...
— Eh pá, e agora? Prozac para ti também?
— Não, pá, eu vim só cortar as unhas 
Três milhões de dólares

O exército profissional está a contratar pilotos de combate. Vem primeiro um alemão.
— Tenho experiência de 200 horas de voo e quero 1 milhão de dólares por ano.
Em seguida vem um americano.
— Tenho experiência de 200 horas de voo civil e 200 horas de combate — disse — e quero 2 milhões de dólares por ano.
— Porquê dois milhões?
— Um para mim e um para a minha família.
A seguir veio um russo.
— Não tenho qualquer experiência, — diz ele. — E nunca pilotei um avião. Mas por 3 milhões de dólares por ano estou disposto a assumir a missão. — Como vou fazer?! — Um milhão eu dou lhe a si. O outro milhão é para mim. E o terceiro milhão... é para o alemão voar.

Estranhos 
O menino, ao saber que nasceu no Brasil, o seu pai na Alemanha e a sua mãe no Japão, pergunta:
— Nossa, como foi que nos conhecemos?  Fonte: Anedotas da net.
publicado pelo gato Straycat às 21:35

link do post | miar | ver miados (2) | adicionar aos favoritos do gato

Anedotas sobre europeus – Alemães…

«Eine Zigarre in die Mund gibt mir Freude»

(Um charuto na boca dá‑me prazer)

Será que o pai da psicanálise foi seduzido pelo seu próprio nome? Durante mais de dez anos o pastor‑alemão Sujismundo Fróide e o dálmata chinês Carl Yung estudaram o sonho. Depois desses anos todos de intensas pesquisas, chegaram à conclusão que o sonho é muito mais do que aquela massa frita recheada que enfeita a vitrina das padarias e se come por alturas do Natal. Tampouco se detiveram no estudo daqueles sonhos impossíveis que alimentamos, como passar uma noite nos braços da Cindy Crawford, vencer uma luta com o Mike Tyson ou sermos o único totalista na Lotaria do Natal ou no Totoloto.
Esses cientistas trabalharam tão arduamente nas suas pesquisas que depressa se sentiram exaustos e, exaustos, adormeceram. E dormindo, sonharam, e então descobriram que o sonho está dividido em cinco partes: a RAM, a REM, a RIM, a ROM e a RUM.
Logo que adormecemos, o nosso cérebro executa o sonho RAM, que irá reservar um espaço na cabeça do sujeito para armazenar as imagens que ele irá visualizar. Assim como um computador, quanto mais RAM o sujeito tiver melhor será a definição do sonho. O indivíduo normal nasce com aproxi­madamente 4 MegaBytes de memória RAM, o que dá para armazenar a maioria dos sonhos, excepto quando o sujeito sonhar com o Bill Gates segurando o seu Windows 98. Quanto maior a capa­cidade de armazenar imagens o sujeito tem, mais pessoas inter­agem no seu sonho.
A segunda etapa do sonho é a etapa REM — abreviatura da palavra inglesa «Remarks» — que significa observações. Agora, vocês podem perguntar porque é que a abreviatura é em inglês se Fróide era alemão e Yung chinês. Bem até podem perguntar... mas eu posso querer não responder!
Na verdade, é na fase do sonho REM que se produz a REMela, aquela pasta viscosa e esverdeada que gruda nos nossos olhos e nos dá aquele ar de porco logo pela manhã.
A terceira etapa do sonho é a etapa RIM. É normalmente nessa fase que o sujeito que está a sonhar fica com uma vontade extrema de ir à casa de banho.
A quarta etapa, cha­mada de ROM (não confundir com «ROOM», que é o lugar onde o sonho ocorre), é a fase mais importante do sonho! Ela começa mesmo no final da terceira etapa e só termina no início da última!
A última etapa, a etapa RUM, também conhecida como «Bebida Alcoólica Proveniente da Desti­lação do Melaço» ou BACARDI, é aquela que nos proporciona um leve torpor quando acordamos, também conhecido como estado de pós‑embriaguez (ressaca)!
Para finalizar, vamos citar o famoso filósofo John Lennon: «O sonho acabou!».

Fonte: Anedotas da net.

 

publicado pelo gato Straycat às 19:27

link do post | miar | adicionar aos favoritos do gato
Jogos Divertidos - Dezenas de jogos gratuitos

Site com dezenas de jogos gratuitos para jogar e partilhar com os teus amigos.

 

.quem é o gato



» Politica de Privacidade
» Politica de Cookies

 

.veja a quantas anda...




.miados recentes

. Anedotas sobre europeus –...

. Anedotas sobre europeus –...

. Anedotas sobre europeus –...

. Anedotas sobre europeus –...

. Anedotas sobre europeus –...

.arquivos do gato

. Agosto 2016

. Agosto 2012

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.favoritos do gato

. Espirrar em triplicado...

. Borboleta

. Jovens Mandarins com apen...

. Periquito bébé - Abril de...

. Madruga e verás, Trabalha...

. Vídeo do dia - Star Wars....

. Vídeo do dia - Uma gata q...

. Fantásticas imagens de ca...

. Ideias bizarras, úteis, i...

. O "jet-set" moçambicano -...

.neste labirinto, todos os dias me parecem segunda-feira...





.tags

. todas as tags



.links a outros gatos

blogs SAPO

.pesquisar neste gato